Absurdo jurídico! FEBEAPA ampliado ou loucura total?

JUIZ AUTORITÁRIO CONFISCA BEM E SE ACHA DONO DO OBJETO

O mundo inteiro está ficando complicadíssimo. Já não dá mais pra entender as coisas que acontecem. Talvez, o único viés viável para termos um pouco de sossego seja a cultura, pois, aí, ainda encontramos coisas boas para curtirmos, porque, as outras áreas como política, governo, tributação, educação, segurança e justiça… Justiça!??? Meu Deus! Afora os absurdos que encontramos diariamente no exercício da Advocacia, com decisões tomadas pelos Excelentíssimos Juízes, sem qualquer observância do que está sendo escrito (a sentença ou despacho é feito pelo auxiliar!) e, com isto, incongruências são entregues ao cidadão, ao invés de presteza jurisdicional, agora, nos deparamos com mais este absurdo incomensurável: um Juiz determina o bloqueio dos bens e passa a fazer uso dele!!! Absurdo!

O caso é noticiado em todo o país, através dos mais diversos meios de comunicação. O Juiz Federal, Excelentíssimo Senhor Dr. FLÁVIO ROBERTO DE SOUZA, que determinou a apreensão dos bens do Empresário (falido) Eike Batista, achou, entendeu, sei lá o que, que ele, o Juiz, pode fazer uso do bem apreendido, enquanto o caso, digamos, está “sub-judice”.

Mas, olha só o absurdo! Suponhamos que esse Juiz esteja querendo pagar uma dívida que fez para comemorar o aniversário de 15 anos de sua filha… Pode ele “tomar emprestado” o dinheiro que ele mandou bloquear e que se encontra à disposição da Justiça!? Claro que não! O dinheiro não é do Juiz. O dinheiro continua sendo da pessoa que está sendo processada, até que a Justiça (e não o Juiz!) determine que o dinheiro deverá ser transportado para outro patrimônio (no caso, não o patrimônio do Juiz, mas, sim, o Erário).

Então, gente é essa coisa. A gente está criando nossos filhos de uma maneira que eles não têm limites, não sabem o que é deles e o que é dos outros. E, aí, o camarada se torna Juiz e pensa que Ele é a Justiça! Ele está lá para “fazer Justiça“, justamente porque não podemos fazer justiça com as próprias mãos. Então, gente, o Juiz não é a JUSTIÇA, ele pratica a Justiça, através das leis do país.

Vamos ensinar nossos filhos corretamente, para quando eles crescerem, não pensarem que, se forem Juiz, são a própria Justiça e quando o bem está à disposição da Justiça, ele, Juiz, que é a Justiça, pode fazer uso do bem apreendido; ah! quer dizer que, se fosse “droga” apreendida, o Juiz poderia fazer uso do bem também? Bom, é… outro exemplo: se os nossos filhos forem Padre, ou Pastor, não podem pensar que são a IGREJA e, aí, todo bem que está à disposição da Igreja (o dízimo, por exemplo) é deles. Eles podem gastar o dinheiro, porque eles são a Igreja; ou se forem políticos, podem pensar que são o próprio país, que são os cofres do país e, aí, qualquer dinheiro que circula pelas contas do país, seja através de contratos da Petrobrás, de empreiteiras, construtoras e outras entidades, pode ser utilizado por eles, políticos, ou partidos políticos, pois, ele, Político, é o próprio Brasil e, portanto, é dono de tudo.

Bem, vamos parar por aqui, senão, não dá tempo de refletir… daqui a pouco nós voltamos.

Abraços em todos!

Vamos mudar o Brasil!

Jovi Barboza

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s