Vou Dizer o Que Penso!

bandeiraAlgumas coisas são inexplicáveis no Brasil e no Mundo, mas, não a importância que o Lula tem para o povo Brasileiro, principalmente para as pessoas que não têm recursos e nem condições de ler uma Revista, ou mesmo acessar a Internet. É preciso reconhecer que o país é muito grande, não há comida para todo mundo e muita gente passa fome. Para entender isto, imagine uma praça: Coloque uma porção de revistas, livros, jornais em uma estante de um lado da praça e, do outro, coloque uma mesa cheia de “guloseimas” (bolos de chocolate, quindins, sanduiches, refrigerantes, frutas etc.) e, ainda, em outra parte da praça, coloque algumas obras de arte (esculturas, pinturas etc.). Anuncie em um alto falante que a praça será aberta para passagem do público por meia hora e que, durante a passagem, as pessoas poderão “desfrutar” gratuitamente de tudo que estiver à disposição na praça. Dá pra saber de antemão qual será a parte mais visitada? Talvez haja até alvoroço na parte reservada à comida. E o famoso psicólogo Maslow, com sua pirâmide das necessidades, já falou disto. A base da população é faminta: sirva-lhe pão e pronto! Será escravizada. Fará o que você quiser!

Qual a explicação, então, para que se atribua tudo isto ao Lula? É que na linguagem do Partido dos Trabalhadores (PT – clique aqui e veja o programa), é ele quem dá ao povo que precisa a comida tão desejada através dos famosos Programas “Bolsas” (família, escola etc.). Pois bem. O que o povo não sabe é que o dinheiro não é do Lula. E os outros candidatos, as autoridades envolvidas, ninguém diz isto em público (ao menos, ao público que compõe a base da população). A divulgação “boca a boca” do PT atinge a praticamente todos os “cantos” do Brasil. A Revista Veja, por exemplo, atinge pouco mais de 400 mil brasileiros. E o Brasil possui cerca de 208 milhões de habitantes (fonte: IBGE:2018). Então, a Revista Veja precisaria ser multiplicada por 520 vezes para poder alcançar todo mundo (impraticável! Impossível!). E mesmo que fosse possível, muita gente nem sabe ler para entender tudo isto! E os que sabem, precisariam, ainda, ter o desejo de ler.

Por isto que vemos expressões como “se o Lula mandar, eu voto nele!”. O PT tem uma linguagem de que luta contra a corrupção, mas, temos inúmeros depoimentos na Internet provando o contrário: o Partido é o mais corrupto do Brasil. E o Lula é o chefe de toda essa corruptela! Por isto que está preso, condenado por corrupção e lavagem de dinheiro. Como é que vamos acabar com essa corruptela no Brasil? Está ficando mais fácil acabar com o próprio Brasil. E esta eleição (2018) pode fazê-lo!

Bem, vamos pensar na seguinte hipótese: Elegemos o Bolsonaro Presidente do Brasil. A Dilma se elege e se torna Presidente do Senado; a Gleisi Lula se elege e se torna presidente da Câmara. Qual a possibilidade de o PT voltar à Presidência? Muito remota, pois, para que isto aconteça, teremos que ter a saída do Bolsonaro e do Vice dele, o General Mourão. Então, vamos lá. Será mais difícil, pois precisaríamos de duas mortes (ou renúncia, improvável!). E caso a Dilma não seja Presidente do Senado e/ou a Gleisi não presida a Câmara, pois com a eleição de um presidente que não seja do PT, essas chances diminuem, então, a hipótese estará descartada totalmente, certo? Exceto se um outro petista chegar à presidência de uma dessas casas.

Agora, vamos à outra hipótese: Não elegemos Bolsonaro e o PT chega à presidência comhaddad1 Fernando Haddad no cargo, mas trazendo consigo uma leva de pessoas que são perniciosas para o Brasil, como é o caso da própria vice-Presidente, Sra. Manuela D´Ávila, que é do PCdoB, ou seja, do Partido manoela1Comunista do Brasil. Ela comandou um manifestação no Rio de Janeiro, a favor do movimento LGBT. Até aí, tudo bem, claro! Mas, quando vemos no vídeo que os manifestantes se apresentavam nus, em plena avenida e provocavam os presentes pisoteando crucifixos e quebrando imagens de Nossa Senhora Aparecida e Nossa Senhora das Graças (veja o vídeo), então, neste caso, não temos manifestação LGBT, mas, sim, vilipêndio a símbolos religiosos! E ninguém faz nada! Para esse povo tudo é possível! Tudo é permitido. É preciso reação. Não podemos aceitar essa ofensa aos Cristãos!

Não quero aqui externar qualquer repugnância às preferências sexuais, mas, a maneira como algumas pessoas se apresentam em público para defender a classe “LBGT” é que é reprovável. Tenho parentes gays e convivo muito bem, sem qualquer problema. Tudo está baseado no respeito. Mas, quando falta o respeito, então, a situação fica mais que inusitada. Fica terrível.

Junto com a candidata a Vice do Haddad, a Manuela (PCdoB), vislumbro uma experiência muito desagradável com um amigo deles, a quem o Haddad já prometeu que jwylyw1será Ministro da Educação. Trata-se de Jean Wyllys, o Deputado. Aquele mesmo que declarou em entrevista concedida a Leda Nagle (veja o vídeo), que está na Internet em que assegura que se soubesse que o mundo fosse acabar, “usaria todas as drogas ilícita (veja o vídeo)”, que ainda não experimentou e “treparia” muito, segundo ele, qualquer pessoa que quisesse “transar” com ele, ele não hesitaria e “treparia” com qualquer um que quisesse (veja o vídeo).

É de se dizer que “preferência sexual” não se discute. Qualquer um pode fazer o que quiser com seu corpo sexualmente. Mas, quando o desejo frenético pelo sexo leva o serjwylys2 humano a extrapolar todos os ditames da razão, então pode-se dizer que o caso é doentio. Esta é a circunstância que nos traz esse “senhor”. O mesmo sujeito que encontra-se “cotado” para ser Ministro da Educação, está na iminência de lançar um filme que vai “tentar” destruir a imagem de Nosso Senhor Jesus Cristo (veja a reportagem). E quando eu, como Cristão, me sinto ofendido em minha índole porque meus símbolos religiosos estão sendo vilipendiados, entendo que adquiro o direito de vilipendiar, também, o sujeito que me causa essa indignação, pois, trata-se de uma verdadeira legítima defesa de direitos (clique aqui e confira o risco). Eu e muitos outros Cristãos estamos indignados com as atitudes de um sujeito ridículo que se acha “superior” a Deus. Para nós, católicos, Cristo é o próprio Deus, que desceu do Céu (João, 6:51). Ora, não se insurgir contra os homossexuais e não ser contra o movimento LGBT é uma coisa; permitir que arruassem minha crença e minha devoção é outra! Fazer ofensas à imagem, à índole e à honra do meu Salvador (Jesus Cristo), é muito pior! Além do pecado e do sacrilégio, o que os hereges fazem é um desrespeito total à outra metade da população que crê em Deus! E quando essa ameaça chega ao futuro do meu país, tenho todo o direito de questionar, de debater, de enfrentar e de insurgir contra tudo isto.

Além desses três (Haddad, com seu kit gay (clique e veja), Manuela, com sua liberdade sexual (clique aqui e confira), e Jean Wyllys, com o dogma das drogas e do sexo), temos que nos preocuparmos com outros que virão com eles. Sim, porque a ameaça não para por aí. E com esse socialismo]“socialismo”/”comunismo” tão prolatado pelos esquerdistas brasileiros, o que querem mesmo é a segregação, a doutrina do ódio, diminuir os valores e, depois, com o poder pelo poder – (clique aqui e veja), aniquilar tudo. É o clamor da divisão (“nós contra eles”). É a aniquilação da família, dos valores cristãos (clique aqui para conferir), da moral, da ética, da vergonha, da disciplina, da cerimônia, para se chegar no final do túnel, ao fim da própria sociedade. A pergunta é: com qual objetivo se faz isto? Para esta pergunta, não tenho resposta. Não é possível imaginar um panorama resultante dessa política, que possa trazer algum benefício para a sociedade que sobrar. Na verdade, somente os comandantes é que desfrutarão de algum grau de felicidade, como se vê, por exemplo, na Coreia do Norte. Tudo é feito pela idolatria. Ninguém, nem Deus é mais importante do que os líderes (e ex-líderes) da nação. Tem-se a impressão de que todos estão “mortos”-vivos. É como se encontra, neste momento, a Venezuela. O Governo do Maduro literalmente “mata” qualquer cidadão que se insurja contra o sistema. E é por isto que temos tanta gente fugindo de lá. Será que no futuro teremos que “fugir” do Brasil?

jwagnerVeja o que vai acontecer se o Haddad for eleito Presidente da República: em primeiro lugar, vamos pensar na cúpula do Governo. josecardozoPresidente: Haddad; Vice-Presidente: Manoela; Ministro da Educação: Jean Wyllys; Ministro da Fazenda: Jaques Wagner (clique aqui e veja a reportagem por Helena Chagas) ; Ministro da Justiça: José Eduardo Cardozo; Ministro-Chefe da Casa Civil (Quem?) – aguarde!; e outros Ministérios que serão entregues aos aliados comunistas. Até é possível ZéDirceuaguardar a volta de José Dirceu para algum cargo, o qual já afirmou isto (clique aqui e veja a reportagem) pois o Presidente (eleito) pode convidar quem ele quiser e não tem que dar satisfação a ninguém, porque o eleitorado aprovará tudo que ele fizer. A única pessoa que poderá não aprovar alguma atitude do Presidente Haddad é o ex-Presidente Lula, que está preso. E ele não será contra e você já vai saber porquê.

dilma1

Paralelamente, é possível que com essa força muito grande do Partido no Governo, a manipulação no Congresso seja muito fácil, com a corrupção multiplicada por mil vezes: Dilma Rousseff poderá vir a ser Presidente do Senado, pois, ao que tudo indica será eleita por Minas Gerais e como é ex-Presidente do Brasil, terá preferência para ser eleita no Senado. E, ainda mais, não nos esqueçamos, ela tem direito a “dois Secretários” de nível Embaixador (eles são deslocados do Itamaraty para auxiliar o Senador que já foi Presidente do país). Então, não tenha dúvida, ela será presidente do Senado!gleisi1

E na Câmara, com a eleição de Gleisi Hoffman, que agora se chama Gleisi Lula, esta poderá, também, vir a ser Presidente da Câmara dos Deputados, pois, entreguemos a Presidência do País ao Haddad e entregaremos o País ao PT! Não tenha dúvida disto! Com a eleição da Gleisi para Presidente da Câmara dos Deputados, olha como ficará a linha sucessória da Presidência da República:

haddad2 manoela2 gleisi2 dilma2 toffoli1
HADDAD
MANOELA
GLEISI
DILMA
TÓFFOLI
Presidente
Vice-Presid.
Pres. Câmara
Pres. Senado
Pres. STF

Então, é isto que queremos?

Poderíamos pensar que não há mais como piorar o panorama acima. Mas, há coisa pior. O Presidente do STF, Dias Toffoli, já afirmou que em Março de 2019, colocará em julgamento duas ações que são da relatoria do Ministro Marco Aurélio Mello. Qual é o problema? Bem, essas duas ações estão discutindo casos de pessoas que estão presasInstâncias porque foram julgadas pela 2ª. instância. Ou seja, o ex-presidente Lula encontra-se preso atualmente porque foi condenado em primeira instância e a sentença foi confirmada por um colegiado, o que, até agora, se entende como sendo segunda instância. Mas, alguns Ministros estão defendendo a tese de que quando o primeiro colegiado julga trata-se da mesma instância, já que o Tribunal é o mesmo.

Observe a figura ao lado: a tese é a seguinte: quando um Juiz Singular julga (Sergio Moro, por exemplo, ele é um juiz que pertence ao mesmo moro1Tribunal de Justiça (no caso do Moro, ao Egrégio Tribunal Regional Federal, porque é Justiça Federal) que vai julgar o primeiro Recurso (Apelação). Portanto, se o Tribunal é o mesmo, a instância é a mesma. Assim, não existe a possibilidade de se falar que o Apelante tenha sido julgado pela segunda instância, ou seja, o duplo grau de jurisdição, de que fala a Constituição Federal. Ora, em sendo assim, para que a pessoa possa ser presa, deverá ter o seu recurso julgado por um Tribunal Superior (aquele que tem um “S” na sigla: Superior Tribunal de Justiça). Então, se essa tese passar, adivinha quem será solto no dia seguinte? Exatamente: Luiz Inácio Lula da Silva. Isto porque o Juiz Sergio Moro, Singular,lula1 pertence ao TRF4 – Tribunal Regional Federal da 4ª. Região, ao qual pertencem, também, os Desembargadores que julgaram a Apelação do Lula, então, tudo isto ainda estaria na primeira instância. Desta forma, é necessário que haja a confirmação do julgamento em segunda instância para que se possa efetivar a prisão do ex-presidente. Caso isto aconteça, no caso de ser solto, se estivermos na primeira hipótese, com Bolsonaro na Presidência, ele estará solto, mas, não no governo (clique aqui). Assim, o STJ – Superior Tribunal de Justiça vai julgar e vai confirmar a sentença, porque ele não terá “foro privilegiado” e, desta forma, ele volta para a cadeia. Enquanto isto, ele será condenado novamente pelo Juiz Sergio Moro, em primeira instância, pelo caso do Sítio de Atibaia. Mas, se estivermos vivendo o panorama previsto na segunda hipótese: Haddad Presidente, então, no mesmo dia em que for solto, Haddad vai nomeá-lo Ministro-Chefe da Casa Civil, ou seja, será o homem mais importante do Brasil (mais importante do que Haddad, que passará a fazer tudo que ele mandar – clique aqui e veja o vídeo), ocasionando, a partir daí, o seguinte panorama: todas as ações contra Lula serão remetidas para o STF – Supremo Tribunal Federal, porque ele adquirirá o denominado “Foro Privilegiado”. Pronto! Nunca mais será julgado, porque, nos dois primeiros anos, o Ministro Dias Toffoli não vai colocar em julgamento nenhuma ação contra o PT. E depois de dois anos, ainda que o Presidente do STF venha ser o Ministro Luiz Fux, como está previsto, já que é o atual vice-presidente, o PT já terá nomeado outros Ministros de sua laia para compor a Suprema Corte, que o Lula já chamou de “totalmente” covarde. E nada lhe aconteceu por esta acusação.

toffoli2No Supremo Tribunal Federal a situação é estarrecedora: como sabemos, temos o atual Presidente, Dias Tóffoli, que é ex-advogado do PT – Partido dos Trabalhadores (clique aqui e veja). Ele chegou a dizer que essa situação do passado não o influenciará em suas decisões. Mas, já tivemos comprovações demasiadamente volumosas de que o referido Magistrado não declinou sua competência para julgamento de causas de ex-clientes. Isto é, deveria não participar de qualquer julgamento contra qualquer membro do PT ou dos políticos aliados. E isto acontecia mais favoravelmente quando o Ministro atuava como membro da Segunda Turma (antes de ser presidente), a qual era composta por mais outros Ministros, a saber: Ricardo Lewandowski, Celso de Mello, Gilmar Mendes e Edson Fachin. Como o Presidente da Corte não integra nenhuma Turma, agora, conta-se com a presença da ex-presidente Cármem Lúcia, que substitui ao atual presidente, Dias Tóffoli. Eis a Turma (Segunda, a qual tem a presidência do Ministro Lewandovski):

lewando celso

gilmar

carmem fachin

Ricardo Lewandowski

Celso de Mello

Gilmar Mendes

Cármen Lúcia

Edson fachin

Há uma esperança, agora, de que o lado esquerdista dessa turma seja minoria, já que o Ministro Celso de Mello exerce um trabalho extremamente técnico, não se podendo afirmar categoricamente que seus votos sejam tendenciosos a beneficiar corruptos, o que aliás, se constata porque o Ministro já se declarou extremamente contra a corrupção. Assim, poderemos pensar que doravante, em casos de corruptos, presos ou não, teremos três votos favoráveis ao povo: Fachin, Carmem Lúcia e Celso de Mello.

Já a Primeira Turma, que é presidida pelo Ministro Alexandre de Moraes, é composta pelos demais Ministros, a saber:

alexandre marco fux rosa barroso

Alexandre de Moraes

Marco Aurélio

Luiz Fux

Rosa Weber

L. Roberto Barroso

Por que penso assim? Por medo. Medo de ver o Brasil transformado em uma Venezuela. Após sessenta anos, adquirimos uma forma diferente de ver as coisas do mundo e sentimos a necessidade de resolver as coisas mais rápido, pois, entendemos que já não temos muito tempo.

Porém, nem é essa pressa toda que eu tenho. O fato é que já presenciei e vivenciei muita coisa neste Brasil. Fui ingênuo politicamente e não participei tanto de nossa política até ser cutucado por um amigo que trabalhava no mesmo escritório, que me chamou para ver o “projeto de poder” do PT. Eu, sinceramente, fui ingênuo. Não imaginava o quanto meu amigo queria realmente me influenciar e me “puxar” para o barco em que ele navega. Só vim perceber isto quando, por ocasião do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, ele me questionou sobre minhas críticas ao partido para o qual milita. Não perdemos a amizade, mas, paramos de conversar. Então, percebi que a política para os petista é uma religião. E no Brasil, o Lula é Deus, para eles. Eu chego a pensar que o Lula foi usado, porque era e é um instrumento ideal para trazer os benefícios para muitos intelectuais (veja o caso dos artistas que receberam dinheiro da Lei Rouanet: muitos desviaram o dinheiro e responde processos). O Partido dos Trabalhadores, no poder, é uma fonte de renda, de trabalho, de “mamata”. É por isto que entendo que o Lula foi usado. Mas, não é um coitado. É tolerado por eles, pois, o Lula tem a linguagem do povo, não é como um político que fala bonito, mas, o povo não entende. E mesmo que o Lula não esteja pretendendo fazer nada de bem para o povo, ele diz que “vai fazer”. E o povo acredita. Depois, ele diz que não fez ainda porque não deixaram, mas, ele “vai fazer”. E assim, mantém a esperança do povo, que não consegue discernir toda essa situação.

Quando se fala que o Bolsonaro representa a volta dos Militares ao poder, eu, particularmente, não concordo. Se o Bolsonaro não der certo, poderemos retirá-lo da Presidência depois de quatro anos. Mas, o PT nós não retiraremos nunca mais. O Brasil vai se tornar uma Venezuela. Eles já divulgaram que querem elaborar uma nova Constituição (clique aqui e veja), mas, com a participação do “povo”, para elaborar a Constituição. Se fosse verdade, tudo bem. Mas, o “povo” que os militantes comunistas falam é um grupo de pessoas que não têm o que fazer e que só querem saber de moleza. Por isto que são contra os Militares, pois estes falam em trabalho. Os Militares governaram o país desde a revolução de março de 1964. Muita gente deve ter morrido por se insurgir contra o Governo, certamente. Muita gente foi embora do país, mas, o pais não se transformou numa Venezuela, porque não adotou regimecastelobranco comunista. Em 1964, eu tinha 10 anos. O primeiro Presidente foi Humberto de Alencar Castelo Branco, desde o golpe até 1967, quando foi vítima de um acidente aéreo (dois aviões se chocaram no ar); costaesilvaassumiu, então, o Presidente Costa e Silva. Este faleceu em 1969, vítima de isquemia, governando o país por apenas dois anos. O próximo Presidente foi Emílio Garrastazu Médici, garrastazusendo que, no primeiro ano de seu governo o Brasil foi tri-campeão mundial de futebol, na Copa do Mundo do México.  Em seu Governo, foi criado o MOBRAL – Movimento Brasileiro para Alfabetização e muita gente aprender a ler e escrever. Era o positivismo em ação: ORDEM E PROGRESSO, claro! A insígnia era “Brasil. Ame-o, ou deixe-o! (clique aqui e veja)” E muita gente o deixou, voltando só após a abertura política em 1984. Quem ficou, cantou “eu te amo, meu Brasil – clique e veja”, com Os Incríveis. Mas, geiselnão havia convulsão social e havia crescimento. Em 1974, foi substituído pelo General Ernesto Geisel, o qual governou até 1979 e prometeu dar início à abertura política, o que alegrou a muitos, pois, realmente, muita gente vivia fora do país, alguns expulsos, outros porque não suportavam a rigidez do regime político: “ordem e progresso”. Com dezessete anos, tomei consciência do que era o Governo militar. Mas, eu viajei de Pernambuco para São Paulo e investi em umajoão carreira profissional e cresci, pois tinha liberdade para trabalhar e estudar (e não havia bolsa escola). Claro, foram tempos difíceis, mas consegui. E enquanto me preparava para o futuro, tomei conhecimento da substituição de Geisel por João Batista Figueiredo, o qual ficou conhecido por uma insígnia: “plante que o João garante!”.

O crescimento do Brasil, antes do Governo Militar (clique e confiraera, em média, de 7,08% (de 1948 a 1961. Durante o Governo Militar, registrou a média de 6,58 (1964-1985). Mas, individualmente, temos registros diferentes: Castelo Branco: 4,41% (1964-1967); Costa e Silva: 9,89% (1967-1969); Médici (milagre econômico): 10,07% (1969-1974; Geisel: 5,9% (1974-1979); e Figueiredo: 3,37% (1979-1985). A partir de então, o Brasil nunca mais voltou a crescer acima de 5% (exceto com Itamar Franco, com 5,34%). Tudo bem! Vamos considerar que é sempre mais difícil conseguir manter o patamar de crescimento para os anos seguintes quando a base é maior. Então, podemos dizer que no passado a base econômica era menor (1948), a população também, o que demandava menos investimentos em Saúde, Segurança e Educação. Mas,, isto também, pode ser um indicador de ineficiência do Governo, pois a população crescente deve, por consequência, contribuir mais para o crescimento. Quando o sistema é muito “socialista” e destina sua política para “benefícios”, uma camada da população passa a, apenas, consumir, sem produzir. E este é o grande problema do socialismo ou comunismo.sarney

Nos Governos civis, desde 1984, quando assumir José Sarney, em virtude do falecimento precoce de Tancredo Neves, eleito pelo povo, na primeira tancredoeleição após o regime militar, a média de crescimento entre 1984 a 2013, registra-se no patamar de 2,7% ao ano. O que se extrai daí, é que, apesar de muito barulho de prato, tivemos “pouca comida”. O Brasil não cresce há mais de trinta anos!

Não existe um regime melhor. Todos têm o seu lado positivo e negativo. Mas, certamente, quando se fala em comunismo versus capitalismo, não temos a menor dúvida de que o primeiro leva o mundo à falência, pois o ser humano desperta o seu lado “vagabundo” e perde a vontade de crescer. O “paraíso” é um ledo engano. É preciso trabalhar diariamente para se conseguir o pão.

collor

A média de crescimento no governo Sarney foi de 2,7% (1985-1990); o governo Collor (Fernando Collor de Mello),itamar seguinte, registrou o patamar de 0,47% (1990-1992); Itamar Franco, que o substituiu, como Vice,  por ocasião do primeiro Impeachment da história, registrou um crescimento médio de 5,34% (1993-1994); Fernando Henrique Cardoso governou por oito anos e registrou uma média de 2,28% (1995-2002); após FHC, veio o governo do PT, o qual se inicia com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, registrando fhcuma média anual de 3,91% (2003-2010), quando entregou o lula2Governo a Dilma Roussef, que durou até sofrer o processo de impeachment deixando o governo nas mãos de Michel Temer. Nos dois primeiros anos de seu governo, Dilma registrou uma média anual de crescimento no patamar de 1,6%.dilma3

Portanto, amigos, uma eleição tem muito mais coisas envolvidas do que um simples desejo de se sentir representado por um partido político, ou por um político qualquer. E quando se fala em “Salvador da Pátria”, como se vê e se ouve através da mídia, esta expressão serve para qualquer um deles, seja o Lula, o Bolsonaro, o Haddad, o Ciro Gomes ou o Alkmin, para não se estender muito. Pouco importa. Aliás, há políticos que assim se declara. Vejam vídeos do Ciro Gomes pela Internet (clique e confira): ele diz claramente que para libertar o Lula, é preciso que o povo o eleja, pois, ele fará com que todo o Judiciário se coloque no “seu lugar”, isto é, que obedeça ao Presidente da República. Quando vejo (ouço) um candidato a Presidente dizer uma coisa dessas, fico indignado, pois, demonstra que não conhece a Constituição Federal (ou pensa, como o PT, que pode ignorá-la, passar por cima), pois a Carta magna diz que os três Poderes são independentes, isto é, um não “manda” no outro. O Presidente pertence ao Poder Executivo e não ao Judiciário. Portanto, não pode “mandar” nos Juízes!

Não quero me candidatar a representante de Deus, para transmitir aqui uma mensagem apocalíptica. Não é esta minha intenção. Sei que não nasci para ser Profeta. Sei, também, que não tenho força para atingir muita gente com esta mensagem. Mas, como diz o Bispo Católico independente, Dom Reinaldo Domingues (clique aqui),“não sejamos

DomReinaldoSão Tomé”, não queiramos “pagar para ver”, pois a entronização do comunismo no Brasil é iminente. E se o ex-presidente for solto, este caminho será o mais largo possível, exceto se as Forças Armadas se voltarem contra o comunismo e ficarem ao lado do verdadeiro povo, não o “povinho” que se encontra apoiando esta força revolucionária comunista, que tentará escravizar aqueles que trabalham. A Bíblia apresenta diversos textos apocalípticos, além do Livro do Evangelista João, como é o caso de Mt 24 e a descrição do retorno de Cristo em 1 Ts 4, 13-18. Dê uma olhadinha lá, nem precisa ler João. Mas, se puder, leia.

É lamentável estarmos passando por tudo isto. Mas, desejo boa eleição a todos e seja o que Deus quiser. Entendo que fiz minha parte. Faça a sua! Não precisa acreditar no meu texto. Pesquise. Que Deus nos ajude, se for possível! E que os meus amigos “petistas” possam me perdoar.

Anúncios

4 pensamentos sobre “Vou Dizer o Que Penso!

  1. Fantástico seu texto Dr. Jovi . Permita-me enviar a outras pessoas. Temos que salvar o Brasil do comunismo. BOLSONARO É O CAMINHO. # 17.

  2. Pessoal, até o segundo turno das eleições, o texto continua valendo como reflexão política, apenas com uma ressalva de que a Dilma não poderá mais fazer parte da linha sucessória da Presidências. Porém, poderá fazer parte do Governo, caso Haddad seja eleito, pois o ex-presidente Lula vai impor sua colocação no quadro para fortalecimento da ideia criminosa da realização da URSAL – União das Repúblicas Socialistas da América Latina.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s