As Famosas Capas da Revista VEJA

O QUE SE PODE DIZER DE UM GOVERNO ASSIM? Se o Governo do PT fosse essa “limpeza” toda que o “ex”-presidente Lulla diz ser, não teria um registro tão negativo em tantas capas…

Fonte: As Famosas Capas da Revista VEJA

Anúncios

VALORES E INSTITUIÇÕES – Governo Petista desconhece esses fatores

 

“De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto.”

Rui Barbosa.

 

O QUE SÃO VALORES?

2016.03.09-CapaVEJAQualquer palavra da Língua Portuguesa tem o seu significado. Mas, quando se faz a pergunta: “qual o significado dessa palavra?”, exige-se um pouco mais de quem deve responder. Não é simples para o cidadão mediano, mas, o é para o filólogo. Aurélio Buarque de Hollanda Ferreira, em seu Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa define “valores” como sendo “as normas, princípios ou padrões sociais aceitos ou mantidos por indivíduo, classe, sociedade etc.”. Observe, portanto, o conteúdo da célebre frase de Rui Barbosa, em epígrafe, que nos leva a uma reflexão muito forte. Rui Barbosa foi jurista, político, diplomata, escritor, filólogo, tradutor e orador e recebeu o cognome de “Águia de Haia” porque, como Diplomata na Segunda Conferência de Paz de Haia, Holanda. Esta conferência significou a consagração definitiva do jurista brasileiro. E o nosso “Águia” foi orgulho do país e o é até hoje. Chegou a inflamar os jovens estudantes de Direito do “Largo São Francisco”, que o convidaram para ser o Paraninfo de uma formatura, no ano de 1920, quando, não podendo estar presente, encaminhou uma missiva aos formandos que, posteriormente, recebeu o nome de ORAÇÃO AOS MOÇOS. Vale a pena ler a peça que está exposta na rede e contemplar um saber jurídico, social, que lava a alma de um Brasil retorcido justamente pela falta de princípios que são delineados pelo grande catedrático Rui Barbosa. Lembremos o finalzinho da carta:

 

“Eia, senhores! Mocidade viril! Inteligência brasileira! Nobre nação explorada! Brasil de ontem e amanhã! Dai-nos o de hoje, que nos falta. Mãos à obra da reivindicação de nossa perdida autonomia; mãos à obra da nossa reconstituição interior; mãos à obra de reconciliarmos a vida nacional com as instituições nacionais; mãos à obra de substituir pela verdade o simulacro político da nossa existência entre as nações. Trabalhai por essa que há de ser a salvação nossa. Mas não buscando salvadores. Ainda vos podereis salvar a vós mesmos. Não é sonho, meus amigos; bem sinto eu, nas pulsações do sangue, essa ressurreição ansiada. Oxalá não se me fechem os olhos, antes de lhe ver os primeiros indícios no horizonte. Assim o queira Deus.”

 

Nota-se, portanto, que o Rui reclama: “mãos à obra de reconciliarmos a vida nacional com as instituições OChefenacionais”. Instituições são o segundo tópico do nosso singelo comentário. Queremos, antes, porém, externar nossa indignação com a postura dos atuais estudantes de direito e professores da Faculdade de Direito da USP – Universidade de São Paulo, com a atitude de proporcionar uma vergonhosa manifestação a favor de Dilma Rousseff, com o subterfúgio de que o Juiz Sergio Moro quebrou ilegalmente o sigilo das gravações obtidas com os “grampos” no telefone do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. É de deixar todo mundo indignado. O professor que é pago pelo povo querendo defender um bando de ladrões. O aluno que estuda de graça, com o dinheiro do povo e que deve defender as instituições brasileiras, junta-se ao professor e vai defender os ladrões. Então, quais são os valores defendidos? Vamos criar uma nação de ladrões, de corruptos, e é isto que vale daqui pra frente? Como é que teremos coragem de ensinar nossos filhos que não devemos “pegar para nós o que é dos outros”, se a criança vai nos responder: “mas, pais, mãe, não é assim que fazem os que estão no Governo? E eles não estão certos?”

 

2016.03.12-Cabeça da Jararaca Bom, mas, espera, o que os manifestantes “intelectuais” e “cultos” do Largo São Francisco protestam é contra a atitude do Juiz e não a favor da corrupção e dos roubos. Ah, é? Então, vamos lá. Continuam errados de todo jeito. E mesmos os integrantes da OAB, que fizeram parte da manifestação de apoio, todos estão errados! O grampo foi feito com ordem judicial e isto é uma instituição: a ordem judicial. As pessoas têm que obedecer e respeitar a ordem judicial. E vamos lá, o “grampo” não foi feito para vigiar a Presidente da República. Foi feito para acompanhar os passos de um investigado. E, convenhamos, Sergio Moro fez isto para não decretar a prisão de Luiz Inácio Lula da Silva. Só que a Presidente é que, deixando de lado suas atribuições constitucionais pertinentes à liturgia do cargo que ocupa, telefonou para o investigado e “arriscou” falar qualquer coisa no telefone “grampeado” do investigado. Mais ainda, compreendam, nobres colegas “intelectuais”, o sigilo das ligações é feito não para beneficiar o investigado, mas, sim, para beneficiar a sociedade. Se houvesse uma quebra do sigilo das gravações logo no início, então, a sociedade poderia sair perdendo, pois, com a divulgação, o investigado deixaria de fazer as falcatruas e cair na armadilha que ele mesmo lhe impõe.

 

Então, se não é falta de inteligência, deixem, meus caros, de ser ingênuos! Ouçam Rui Barbosa, que mesmo morto ainda ecoa em sua sabedoria: será que temos que ter vergonha de sermos honestos. Porque, se o Lulla, com tantas falcatruas já provadas, inclusive pelas suas próprias falas contidas nas gravações. Tudo está provado! Se ele merece toda essa defesa dos militantes e estende sua aura para conseguir apoio de que não é militante do PT, então, devemos ter vergonha de sermos honestos, como disse Rui Barbosa, que deve estar se mexendo no túmulo.

2005.08.17-A luta de Lula contra o Impeachment

Lulla, em seu discurso na Avenida Paulista, no tão esperado (pelo PT) dia 18 de março, disse que as pessoas (coxinhas) devem respeitar as instituições e as urnas, porque ele deu uma demonstração, pois quando perdeu as eleições, antes de ser presidente, nunca veio “pras ruas” tentar “dar golpe” em quem ganhou. Claro! Todos os presidentes que ganharam a eleição do Lulla, com exceção do Collor, que sofreu o primeiro impeachment no Brasil, se resume a um: Fernando Henrique Cardoso! E nunca na história desse país se ouviu falar que nos dois mandatos de FHC tenha havido toda a roubalheira que ocorreu nos dois governos de Lulla e, também, no primeiro e no segundo Governo de Dilma. Os petistas falam em “golpe” com a questão do impeachment da Dilma. E vejam que o ex-presidente também já enfrentou essa questão. Mas, naquela época, alguma coisa o salvou (Capa da Revista Veja – 17.08.2005). Mas, nenhum enfrenta a questão principal: Dilma desrespeitou a Constituição Federal e cometeu crime de responsabilidade, quando, por decreto, aumentou o orçamento da União, coisa que somente o Congresso pode fazer. Agora, ao nomear o ex-presidente para o Cargo de Ministro da Casa Civil, comete mais um crime de responsabilidade, que é o de fazer uso do cargo de presidente para proteger pessoa estranha ao governo de investigações por delitos praticados contra o povo brasileiro. Lula está sendo investigado. Se a Dilma o protege, puxando-o para debaixo de sua saia, além de um ato ridículo e sem escrúpulos, zomba do povo e, ainda, o faz pagar pela zombaria, pois o Ministro recebe salário e quem paga é o povo. E mais, para possibilitar tudo isto, cria um Ministério para agasalhar o outro Ministro que dá lugar a Lulla: Jaques Wagner.2015.11.04-Os chaves de cadeia que cercam Lula

 

Pessoal, acorda. Não há nenhuma ilegalidade em combater o crime. Há, sim, ilegalidade, quando se tenta proteger e
esconder quem cometeu o crime. E se ainda não é certo que Lulla cometeu tais crimes, deixem a investigação ir até o fim. Retirar a investigação da Força Tarefa da Lava Jato, neste momento, colocando-o em baixo da saia da Dilma, disfarçado de Ministro, além de um ato de covardia, é a prova de que o PT mente, pois, diz abertamente que quer as investigações, que não obsta as investigações. Então, deixa ele ser investigado. O problema é que não têm coragem, não é? Então, assumam: não temos coragem! Amamos tanto o Lulla, que preferimos vê-lo covarde, em baixo da saia dela, do que herói na cadeia, como está o Zé Dirceu até hoje. Aliás, este, já esqueceram.

 

O QUE SÃO INSTITUIÇÕES?

Bem, vamos falar de Instituições para finalizar e cumprir a promessa do título. O que são Instituições? A presidente Dilma Rousseff tem falado que o povo tem que respeitar as “instituições”, que a democracia tem que valer, e que quem perdeu as eleições tem que se conformar com os votos, pois foi eleita de forma legítima pela maioria dos eleitores. Vamos lá. Primeiro que essa assertiva não é assim tão absoluta. A margem de vantagem da eleita em relação ao candidato que perdeu as eleições foi muito pequena. Portanto, não se trata de uma vitória “esmagadora”. Trata-se de uma vitória. Mas, que está sob suspeita. Primeiramente, as contas do pleito do PT foram aprovadas “com ressalvas”, o que significa que poderá qualquer hora voltar a serem analisadas, se houver justificativa para tal. Nada de abso2016.03.16luto por aí, então. Por outro lado, há indícios de “fraudes” nas eleições: compras de voto, desvio de dinheiro da Petrobras, já investigado pela Operação Lava Jato e, agora, há mais uma bomba: a atuação de Erenice Guerra na Usina de Belo Monte, que segundo a reportagem, desviou R$ 45 milhões para as campanhas eleitorais do PT e do PMDB.

 

Mais uma vez, tanto o PT, como Lulla e Dilma dizem que há um erro e que o Juiz é quem tem que ir para a cadeia, porque deixou “vazar” a Delação premiada de Delcídio do Amaral, pela qual se aponta essas falcatruas. Segunda a cabeça dessas pessoas desmioladas, tanto os governistas, como quem os apoia, eles “podem” cometer qualquer falcatrua e quem está errado é quem descobre, pois, eles são intocáveis, não devem ser investigados; e se forem investigados, devem ser investigados em sigilo total; e jamais deverão ser condenados ou intimados para depor. Isto é um absurdo! Imagine, convocar um deles para depor. Isto me lembra um jargão que existia antigamente: “- você sabe com quem está falando?”

 

Dilma se comparou ao Presidente dos Estados Unidos dizendo: “grampeia um presidente dos Estados Unidos para ver o que acontece”. Claro. Não se deve grampear o Presidente dos Estados Unidos. Mas, lá, quando um Presidente põe a mão sobre a Bíblia e jura obediência à Constituição, ele nunca mais se esquece desse ato. Aqui, se o Presidente for do PT, primeiramente, a Bíblia é dispensada. E o juramento é a favor dos “companheiros”, pois, Lulla deixou isto bem claro, neste depoimento do dia 18: “nós militantes, … eles, o povo”. Ou seja, para Lulla, para a Dilma e para o PT, o povo que se “lixem”.

 

Pessoal da USP (professores e alunos), pensem bem nisto! São quase quinze anos de governo do PT e o que a gente vê como resultado é escândalo em cima de escândalo, roubo (mensalão, mensalinho, pretrolão, petrolinho, vendas de medida provisória – como pode alguém dizer que isto é legal, um presidente “vender” uma medida provisória?), empréstimos pelo BNDES para começar a pagar em 2047, dinheiro desviado para Cuba, dinheiro desviado para a Venezuela, entrega da Refinaria da Petrobras gratuitamente para a Venezuela, compra de Passadena, com prejuízo de R$ 1 bilhão, tudo para fortalecer o PT, o partido mais rico e imoral do país. Mas, para vocês do PT, um recado: tratem de arranjar outra legenda, pois este partido está com os dias contados. Se estou profetizando? Não sei, pensem o que quiser, mas, escolham outra legenda. O PT já era. É maldito!

 

Nós temos algumas instituições que sempre foram muito sérias no pais: o Senado Federal, o Congresso Nacional, o Superior Tribunal de Justiça, o Supremos Tribunal Federal, a Presidência da República, os Ministérios, as eleições, o erário, o orçamento, entre algumas. Lula desrespeitou a todas as instituições com seus diálogos gravados, colhidos pelos grampos. E depois acha que quem está errado é quem grampeou. Quem desrespeita o Suprema Corte, da maneira que falou Lulla, não pode reclamar de nada, tem que enviar a cabeça no meio das pernas, juntar os punhos e se submeter às algemas, pois não merece o respeito e nem a dignidade do cargo que ocupou por oito anos. Fazer carta, no day after, dizendo que sempre respeitou todas as instituições, é mais uma confissão de que mente desesperadamente, não tem qualquer consideração com ninguém e, ainda, acha que todo mundo é trouxa. Só faltou usar o expediente do PMDbista que, para se desviar de uma falcatrua na Comissão de Ética da Câmara, no processo de cassação do Deputado Cunha, declarou que estava bêbado quando assinou a carta e, por isto, sua assinatura estava meio arranhada. A Dilma, com um ato de covardia de sua parte e de covardia da parte do ex-presidente, ao dar posse para o mesmo, no Cargo de Ministro, desmoralizou diversas instituições: a Presidência, o Ministério, o Erário e as Eleições. E quando editou o Decreto, que gerou suprimento para o Orçamento, desrespeitou esta instituição e outra: o Congresso Nacional. Quem é contra o impeachment é contra todas as instituições, é contra o Brasil. Mas, sinceramente, o que se pode esperar do PT e dos seus seguidores?

2016.03.09-CapaISTOÉ - Delcídio                     2016.03.02-CapaISTOÉ

 

 

 

 

 

 

15 de Março – Dia do Consumidor

Olá, Consumidor!

Hoje, 15 de março, é “dia do consumidor“.

caixaÉ dia de sairmos por todas as lojas e pedir o máximo desconto que pudermos obter. Além disto, é importante reparar que podemos pleitear o melhor atendimento possível. E não é por favor de nenhum fornecedor. É por direito. A Lei que rege os Direitos e Proteção do Consumidor estabelece que o Consumidor tem plenos direitos na relação jurídica de consumo.

Entre esses direitos, por exemplo, o Direito à Informação. O art. 4o., da Lei Consumerista, prevê que todo fornecedor tem o direito de INFORMAR corretamente o Consumidor sobre todos os aspectos que envolvem a negociação, o produto e o serviço, a fim de evitar qualquer problema para o consumidor, que não pode ser pego de surpresa em qualquer evento pelo fato do produto ou serviço. Ou seja, se, em determinada circunstância, o consumidor tiver que assumir algum “risco” quanto a algum produto ou serviço, este risco deve ser informado de mane20080603195401941_1ira inequívoca ao Consumidor pelo Fornecedor. É o dever de informar!

 

Outro ponto é importante a considerar, também, por exemplo, é quanto às cláusulas contratuais. Se o Consumidor não for corretamente informado, as cláusulas contratuais devem ser interpretadas de forma mais favorável ao Consumidor. Assim, por exemplo, em um contrato de adesão não se pode inserir a cláusula compromissória de arbitragem, sem que o Consumidor tenha ciência e concorde com a mesma. É preciso, portanto, conversar com o consumidor e informar-lhe acerca do fenômeno denominado arbitragem e solicitar que o Consumidor, ao concordar com a arbitragem na vença (contrato), “rubrique” ao lado da cláusula, atestando a informação de que foi informado e que está de acordo com ela.

Por isto, desejamos a todos, hoje e sempre, um Feliz Dia do Consumidor.

Um brinde!

anonovo028           0928124721

Ainda o Impeachment

00-Capa-impeachmento

A Revista ISTOÉ, ano 39 – nº 2412, de 02 de Março de 2016, poderia ser denominada edição “histórica”. Mas, não é e não vai ser. A Capa que você vê acima traz a manchete “a volta do impeachment”. Mas, notícias dão conta de que diversos outros fatos surgem a todo momento, fazendo com que uma edição seja ainda mais importante do que a outra. Nesses 14 (QUATORZE) anos de PT no poder pudemos constatar um “sem números” de CAPAS DE VEJA (Capas da Revista Veja), das quais eu tenho uma coleção com LULLA na capa, que não vou reproduzir.aqui, para não tirar do holofote o assunto que me dispus dissertar.

Pois bem, em que pese na data de hoje a mídia ter sido enxurrada com a notícia de que o ex-presidente Lulla (por que será que escrevo com dois “l”?) foi conduzido (coercitivamente – istoÉ, forçadamente) ao Aeroporto de Congonhas, aonde aguardavam alguns Policiais Federais (Investigadores da Operação Lava Jato). E, também, o fato de que o Procurador Rodrigo Janot conseguiu que fosse acolhida no SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL a denúncia contra o Presidente da Câmara dos Deputado, Eduardo Cunha, em que pese tudo isto, quero neste artigo falar mesmo sobre o IMPEACHMENT.

Você pode adquirir a revista istoÉ, se quiser, mas, vou reproduzir algumas páginas aqui, para se ter uma ideia de como a situação da Presidente Dilma é grave. A Eleição dela em 2014 foi uma farsa! Muito dinheiro da Petrobras: atente para este trecho da reportagem:

DURANTE UMA REUNIÃO, O SENADOR PETISTA, DELCÍDIO DO AMARAL, ADVERTIU A PRESIDENTE: “PRESIDENTE, A SRA. SABE QUE FOI UMA DESSAS EMPREITEIRAS IMPLICADAS NA LAVA JATO QUE BANCARAM  (sic) SUA CAMPANHA E PAGARAM AO PUBLICITÁRIO JOÃO SANTANA“. AO QUE DILMA RESPONDEU: “ISSO É PROBLEMA DO LULA. ELE QUE RESOLVA“. DELCÍDIO ENTÃO REBATEU: “NÃO, A CAMPANHA ERA SUA. É SUA RESPONSABILIDADE“.

Pag.01-impeachment

Pois é, já falei isto: “o crescimento do PIB do Brasil em 2014 foi praticamente nulo. Digo praticamente porque não houve crescimento, mas, sim, uma pequena queda. Quer dizer, o anúncio oficial é de que o PIB cresceu 0,1% (um décimo por cento), ou seja, praticamente “zero”. Mas, quando alguns economistas analisam a Economia com outros índices de inflação que não aquele utilizado para atualizar o PIB para fins de análise, o crescimento é negativo, em menos de 1%, claro. Mas, em 2015, o PIB teve uma queda de 3,8% (R$ 5,9 trilhões), e o que se pensa é que 2016  também haverá uma queda (isto porque o ano está perdido com os efeitos da Lava Jato, consequências do Mensalão e outras operações, como a “Zelotes”, que investiga a compra de Medidas Provisórias pela indústria automobilística); 2017 será um ano de recuperação, para, praticamente, se estabilizar, ou seja, nem crescimento, nem queda, reservando-se o ano de 2018 para que o país volte a cresce.

Portanto, a melhor coisa que poderia acontecer, agora, para o país retomar os trilhos do crescimento seria o IMPEACHMENT da Presidente Dilma, o que traria uma certa motivação para as pessoas investirem, já que tem muita gente pensando em, até, deixar o país, ainda mais com essa ideia maluca da Presidente de colocar no Orçamento da União uma receita advinda da arrecadação da CPMF – Contribuição Provisória Sobre Movimentação Financeira (tributo inexistente – não existe lei, ainda, que permita a cobrança do tributo). É uma doideira, sem limites!!!

Bom, mas, tem motivos para se pretender “tirar” a Dilma Roussef da Presidência. Sim, está claro que tem. Claro! Ainda não é definitivo, mas, se não investigar, nunca será. Então, a minha opinião modesta, como jurista militante, é de que haja a investigação. E para haver a investigação, é necessário que se dê início ao PROCESSO DE IMPEACHMENT. Se ao final for julgado improcedente, a Presidente volta a ocupar o Cargo. Se for julgado procedente, cassa-se o mandato e faz-se o que for necessário como consectário legal: “novas eleições”, investidura dos sucessores, sei lá. Veremos na sequência.

O problema é que, o processo de impeachment que está correndo na Câmara dos Deputados tem lá seus problemas. Mas, a oposição pretende acostar aos autos as denúncias da Revista IstoÉ:

Pag.02-impeachment

Ora, a situação caótica em que o Brasil se meteu, colocando uma Presidente como Dilma Roussef para comandar o país só tem duas explicações: ou o Povo brasileiro foi “enrolado” com os “bolsas-família” da vida, ou o resultado das eleições foi forjado. Mas,muita gente boa, que estava na oposição não viu determinadas coisas, para impugnar na hora (correios, promessa de liberação de dinheiro – em plena campanha!). Vejam o trecho a seguir de um e-mail que encaminhei para o TSE na época da campanha:

“Prezados Senhores,
Como Cidadão e Eleitor, me sinto indignado em ver tanta arrogância apresentada na Televisão e no Rádio pela Candidata à Presidência da República, Dilma Roussef; pode-se dizer o mesmo do Candidato Aecio? Bem, não entendo assim, pois o mesmo não tem a Máquina pública a seu favor e, portanto, está, apenas, se defendendo. Mas, o pior não são os ATAQUES, são as mentiras que estão sendo ditas nos ataques. Por exemplo, a Candidata Dilma alega que seu Governo não tem corrupção e que ela garante que todas as providências serão tomadas contra a corrupção, doa a quem doer. Mas, ela consta da Ata publicada no site da Petrobrás como Conselheira, ganhando uma fortuna por mês, na época em que a empresa comprou a Refinaria de Passadena-Texas… E ela foi uma das Conselheiras (Presidente do Conselho), portanto, que autorizaram a tal aquisição, que custou bilhões do dinheiro público, causando prejuízos aos cofres públicos… Então, ela mente quando diz que não sabia de nada disso.
POR OUTRO LADO, vejam, Senhores, a Mulher está COMPRANDO VOTOS DESCARADAMENTE!!! No Horário político!!! Veja o que ela diz no Horário Político do rádio e da TV: “… estamos liberando 1 bilhão e 800 milhões pela Caixa Econômica Federal para restabelecer o problema da água em São Paulo”. Ora, se isto não representa uma tentativa de COMPRA DE VOTOS dos Eleitores de São Paulo, o que poderá ser???
Então, cabe uma representação ex officio contra a Candidata, senão para CANCELAR A INSCRIÇÃO DA CANDIDATURA, ao menos, para CANCELAR OS VOTOS VÁLIDOS por ela recebidos no Estado de São Paulo, pois serão votos COMPRADOS, com o dinheiro do Povo, com o meu dinheiro, com o dinheiro de meus colegas e, inclusive, com o dinheiro dos Senhores, que fazem a Justiça Eleitoral.
Se precisar de uma ação, posso fazer, pois qualquer cidadão tem legitimidade para se insurgir contra uma pessoa que se comporta desse jeito, querendo ser Presidente da República Federativa do Brasil.
Atenciosamente.
JOVI BARBOZA
OAB-SP 164.329
OAB-PR 38030″

Pois bem. Vê-se que não é necessário ser nenhum gênio da Ciência Política para se enxergar o que estava acontecendo. Agora, tudo está começando vir à tona. E além de utilizar dinheiro desviado da Petrobras, como está indicado na reportagem, a operação “Dilma” a todo custo beneficiou, também, a campanha do Prefeito de São Paulo, Fernando Haddad. Veja no trecho abaixo:

Pag.05-impeachment

O operador da Campanha da Dilma, denominado “Marqueteiro”, comprovadamente, recebeu R$ 4.000.000,00 (quatro milhões de reais) no Brasil e não declarou, porque, obviamente, pretendia esconder que estava recebendo dinheiro indevido, ou, no mínimo, desviado. E quando a própria Presidente fala que “isto é problema do Lula”, é porque, na verdade, ela não sabe fazer essas coisas. Aliás, ela não sabe fazer nada. Alguém sabe de alguma coisa que foi feita pela Dilma ou pelo Lula nesses 14 anos de mandato do PT? Da Dilma, as gafes de fala. E do Lula, bem, do Lulla…

Pag.09-impeachmentA condução coercitiva do ex-Presidente na data de hoje, 04 de março, não tem nada a ver com a DELAÇÃO PREMIADA do Senador Delcídio do Amaral. Na verdade, as investigações vêm provando que ele cometeu crime quando estava na Presidência e depois que saiu também. Agora, está querendo desviar a atenção e dizendo que são “amigos” que compraram o Sítio de Atibai e ofereceram para ela “descansar”, assim como o Triplex do Guarujá, que a construtora pagou inclusive os móveis e mandou construir um elevador privativo. Tudo com o dinheiro do povo, porque a Construtora não tem prejuízo, ela repassa tudo, sabe aonde, nos contratos que mantinha com a Petrobras e que, depois, justifica o aumento do preço da gasolina.

O próprio Instituto Lula é obra de investimento das empreiteiras, conforme informações encontradas pela Polícia Federal no celular de Marcelo Odebrecht. Segundo a reportagem (veja ao lado) está escrito: “Predio-IL – RE 12,4 milhões”.

Bem, esse desfecho a gente já sabe, os petistas estão achando absurdo ter sido emitida um mandado de condução coercitiva para Lula depor no Aeroporto de Congonhas, mas, quem não se lembra de que o mesmo não quis comparecer perante os Promotores de São Paulo para investigar o Sitio e o Triplex? Ele não foi, não atendeu à intimação e, quando perdeu o recurso, se comprometeu a mandar o depoimento por escrito.

Agora, neste momento, por cadeia nacional, na televisão, faz deboche do povo brasileiro, dizendo que nunca comeu comida boa, mas, que, agora, quer comer comida boa, porque foi beneficiado por um milagre de “escapar de morrer de fome”. E ainda diz que foi melhor do que todo mundo na Presidência, melhor do que juiz, advogado, engenheiro e qualquer político. O deboche é tamanho que contou uma piada sobre um “companheiro” que não tinha dente e que ele conseguiu dente para o cidadão, ao que o companheiro disse: “agora, quero um carrinho para carregar a minha família”.

E o que a gente vê como consequência disso tudo é que a coisa se alastra. Em São Paulo, o aprendiz de Lulla, Fernando Haddad faz a ciclovia MAIS CARA DO MUNDO. Veja o texto:

Pag.12-impeachment

O que vemos aí, é que o Ministério Público pede o afastamento do Prefeito do cargo, além de ter seus direitos políticos cassados, pois um quilômetro de CICLO VIA em São Paulo custou R$ 650 mil, enquanto em Nova York custou R$ 396 mil (metade), em Buenos Ayres R$ 315 mil e em Paris R$ 129 mil (vinte por cento do preço brasileiro).

Está mais do que na hora, portanto, de o povo brasileiro acordar e começar a refletir sobre o que essa corja de ladrões que governa o país atualmente seja expulsa do quadro político nacional.

Roubalheira, Confusão e incerteza

Estamos diante de uma grande confusão no país. Pode observar. Tudo é confuso. Ninguém tem certeza de nada. Por exemplo, alguém tem certeza de que haverá processo de impeachment da Presidente Dilma? Alguém pode afirmar com certeza de que as investigações sobre o SÍTIO DE ATIBAIA e o TRIPLEX DO GUARUJÁ levarão a uma condenação do ex-Presidente Lulla?

Outra dificuldade é saber quantos são os ladrões que roubaram a PETROBRÁS. Alguns nomes foram lançados, principalmente daqueles que foram presos: o Doleiro Alberto Youssef (este nome lembra alguém?), os Diretores da Petrobrás, Nestor Severó e Paulo Roberto Costa, Pedro Barusco, o Tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, além de outros que ultrapassa o número de cem. Mas, por enquanto, o numero final ainda não foi estabelecido e não será tão cedo.

Mas, o que importa, então? Meus amigos, minhas amigas,é com muita tristeza que escrevo aqui minha opinião, infelizmente, com toda sinceridade. Estamos dentro de um “furacão”. O Brasil atravessa uma crise que é só dele. Foi o Governo brasileiro que montou a crise. E Para não dizer que estou proferindo “falácias”, a prova está aqui: o PIB brasileiro em 2015 não cresceu. Pior, caiu! A queda foi de 3,8% (três inteiros e oito décimos por cento).  Em números absolutos, o PIB (a riqueza total de todos os brasileiros) em 2015 registrou a cifra de R$ 5.904.000.000.000,00 (cinco trilhões e novecentos e quatro bilhões de reais). Se você for diligente e pesquisar junto ao IBGE, verificará que o PIB de 2014 foi de R$ 5,521 trilhões. então, poderá pensar que como o valor de 2015 foi de R$ 5,904 trilhões, houve um crescimento e não um recuo. Ocorre que o país registrou uma inflação oficial de 10,87% (dez inteiros e oitenta e sete centésimos por cento), o que significa que aquele número de 2014 deve ser corrigido: assim, 5.521 x 1,1087 = 6.121 trilhões. A diferença, portanto, representa uma “queda”, que indica que o país não cresceu. E isto já havia acontecido em 2014, ou seja, o Brasil não cresceu também. Assim, dois anos sem crescimento,com um agravante de que em 2016 houve uma queda.

Em 2016, com as atenções voltadas para os problemas políticos (roubalheira, prisões de políticos, possível cassação do mandato do Deputado Eduardo Cunha (Presidente da Câmara dos Deputados), possibilidade de processo investigatório contra Rena Calheiros (Presidente do Senado), possibilidade de impeachment da Presidente Dilma, Lulla querendo se candidatar em 2018, os analistas já estão dizendo que a situação poderá ser ainda pior. Quer dizer, a queda poderá ser maior do que a que registramos em 2016. 2017 será um ano para enfrentamento da crise (crendo-se que as questões políticas estejam mais ou menos resolvidas). E aí, o país, teoricamente, voltaria a crescer em 2018. Mas, espera, 2018 será ano de eleição para PRESIDENTE! Será que vamos ver tudo recomeçar?

Como se já não bastasse a “roubalheira”, que causou tanta indignação das pessoas de bem, chegando o Jurista Walter Maierovitch a declarar que a “Lava Jato” teria revelado UMA REPÚBLICA DE LADRÕES, como se já não bastasse tudo isto, o Governo brasileiro (PT) nos brinda com uma grande confusão, pois quase todos os cabeças do Partido já foram presos (Tesoureiro, ex-proprietário, Líder no Senado), faltando bem poucos dos chefões (Dilma, Lulla, Rui Falcão – Presidente), e essa grande confusão nos leva a uma grande incerteza.

Quem poderá responder com certeza o que acontecerá no decorrer desses quatro anos com o Brasil(até 2019, pós eleição 2018)? Ninguém será capaz de dizer com certeza o que acontecerá. Então, o que fazer? Cruzar os braços? Entregar os pontos? Pular da ponte?

Não. Cada brasileiro deve mostrar agora que é superior a tudo isto. Que é superior ao PT. Que pode viver sem o PT. Que é capaz de cumprir um papel na sociedade, exercendo seus direitos e cumprindo suas obrigações. O Juiz Sergio Moro está fazendo sua parte. Vamos fazer a nossa! Vamos pras ruas, vamos trabalhar, arregaçar as mangas e produzir. Somente a produção poderá fazer com que saiamos da incerteza, que muita gente chama de “crise”. Faça o seu trabalho. Se não tiver trabalho, invente um. Seja criativo. Nós podemos. Essa crise é só do Brasil, por pura incompetência do Governo. Vamos mostrar que o brasileiro é maior que isto e é muito mais competente do que o Governo.

Está bem. Pode gritar: “Fora PT!”, “Fora Lulla!”, “Fora Cunha!”, “Fora Renan!”. Mas, não se entregue. Experimente o gostinho da participação política, protestando, mas, cumpra sua obrigação de trabalhar. e trabalhe muito mais e com mais alegria daqui pra frente. Os culpados serão punidos. O Juiz Sergio Moro não está sozinho! Grande parte da Justiça está com ele. E temos outras operações em andamento, como a “Zelotes” (investigação da compra de MEDIDAS PROVISÓRIAS – Meu Deus! Um presidente da República vendendo medidas provisórias, vendendo leis! É como se você vendesse sua própria mãe! Vendendo a Pátria!). Além da Zelotes, temos um processo de cassação da “chapa” de disputa eleitoral da Presidente Dilma e do Vice Michel Temer tramitando no TSE – Tribunal Superior eleitoral. Há esperanças aqui,também, pois o Ministro Gilmar Mendes vai presidir o Tribunal a partir de Maio e ele já viu que o PT não presta. Ele já chamou o PT de “corja”e não poderá ser impedido de julgar, pois o processo já está pronto. É só uma questão de tempo.

Porque, se não for…

Ainda o Juiz Federal – Caso Eike Batista!

JUIZ PODE FAZER USO DO QUE FOI APREENDIDO?

O caso do Juiz Federal, Dr. FLÁVIO ROBERTO DE SOUZA, que entendeu que poderia fazer uso do carro apreendido do empresário Eike Batista, nos leva a refletir sobre uma hipótese: Se um Juiz entende que pode fazer uso de alguma coisa apreendida, então, ele pode apreender DINHEIRO, por exemplo e fazer uso do dinheiro, enquanto o caso está, digamos, “sub-judice“.

É inadmissível que alguém pense assim, que uma pessoa que estudou tanto, tornando-se um Magistrado, que é chamado de Excelência, justamente porque se supõe que o mesmo está acima dos valores mesquinhos do mundo, enfim, é inadmissível que um Juiz pense dessa maneira.

A ser assim, poderia um determinado Juiz, com um pensamento retrógrado pensar, por exemplo, que uma mulher, ainda seja objeto (como era antigamente) e, numa briga entre marido e mulher, para salvaguardar a integridade da esposa, resolva mantê-la fora do alcance do marido (Lei Maria da Penha) e determine que a mesma vá para um determinado Albergue. Aí, ele pensa que pode “usar” a mulher, enquanto o caso está “sub-judice“. Que me desculpem, sinceramente as mulheres por esse esdrúxulo exemplo (que, Graças a Deus! É puramente hipotético!).Mas, é que, às vezes, é necessário ilustrar determinadas argumentações com alguma ideia estrombólica para que se consiga chamar a atenção das pessoas, para discutir o assunto.

Em São Paulo, se não me falha a memória, em Cotia, lá pelos idos de 1980, um Juiz decidiu que um cidadão que ajuizou uma ação de indenização porque havia perdido o dedo “mindinho” (mínimo) em um acidente de trabalho, o Juiz entendeu que o cidadão não tinha direito algum a indenização, pois, segundo ele, o Juiz, o dedo mínimo é muito pouco utilizado pelo ser humano e, por isto, um dia no futuro, o ser humano perderá esse dedo (não é brincadeira! Foi uma decisão do Juiz!). Como é que pode um Juiz decidir um caso tão sério com um julgamento desse tipo?

Esta semana, vimos um caso de São Mateus, bairro de São Paulo, em que dois primos se envolveram em uma briga por causa de uma dívida. Um dos primos pegou um facão e desferiu diversas “facãozadas” no outro, que foi socorrido pela vizinhança que interveio. Todo rasgado, o primo foi levado ao hospital e acabou se salvando, com mais de vinte ferimentos profundos desferido pelo facão do outro primo. O autor do delito fugiu, mas, foi preso pela polícia. O seu defensor entrou com um pedido de Habeas Corpus e conseguiu êxito, pois o Juiz entendeu que a “periculosidade” do primo delituoso tinha caráter abstrato (periculosidade in abstrato). Portanto, foi solto. Ninguém entendeu o que aconteceu, exceto os advogados, é claro. Mas, “in abstrato“, quer dizer “em tese”, ou seja, não se pode dizer com certeza que ele fará “isto” de novo. Então, deve ser solto e responder pelo crime em liberdade. Se for condenado, no final do processo, aí, sim, ele será preso!

Esse tipo de situação acontece muito com as mulheres que vão à Delegacia e fazem acusações contra seus maridos (muito raro o inverso!) e a polícia não acredita, pois tudo é “em tese“, não se pode afirmar com certeza. Então, um belo dia (três dias depois), o marido acusado entra no salão de beleza em que trabalha a mulher e ceifa sua vida com uma saraivada de balas. Aí, a polícia vai tentar prender o indivíduo e não encontra o mesmo, porque ele já planejou direitinha a sua fuga (pois, bandido não é bobo). Quando encontra o mesmo, a polícia nem pode prendê-lo, pois, escapando do “flagrante“, pode responder o crime em liberdade.

Então, o que fazer?

É aí que precisamos conversar, abrir um fórum de discussões, pois não podemos continuar assim e, também, não podemos aceitar as pessoas morrendo, ou fazendo justiça com as próprias mãos.

Então, o Estado é impotente ou incompetente? O que você acha? Comente?

Absurdo jurídico! FEBEAPA ampliado ou loucura total?

JUIZ AUTORITÁRIO CONFISCA BEM E SE ACHA DONO DO OBJETO

O mundo inteiro está ficando complicadíssimo. Já não dá mais pra entender as coisas que acontecem. Talvez, o único viés viável para termos um pouco de sossego seja a cultura, pois, aí, ainda encontramos coisas boas para curtirmos, porque, as outras áreas como política, governo, tributação, educação, segurança e justiça… Justiça!??? Meu Deus! Afora os absurdos que encontramos diariamente no exercício da Advocacia, com decisões tomadas pelos Excelentíssimos Juízes, sem qualquer observância do que está sendo escrito (a sentença ou despacho é feito pelo auxiliar!) e, com isto, incongruências são entregues ao cidadão, ao invés de presteza jurisdicional, agora, nos deparamos com mais este absurdo incomensurável: um Juiz determina o bloqueio dos bens e passa a fazer uso dele!!! Absurdo!

O caso é noticiado em todo o país, através dos mais diversos meios de comunicação. O Juiz Federal, Excelentíssimo Senhor Dr. FLÁVIO ROBERTO DE SOUZA, que determinou a apreensão dos bens do Empresário (falido) Eike Batista, achou, entendeu, sei lá o que, que ele, o Juiz, pode fazer uso do bem apreendido, enquanto o caso, digamos, está “sub-judice”.

Mas, olha só o absurdo! Suponhamos que esse Juiz esteja querendo pagar uma dívida que fez para comemorar o aniversário de 15 anos de sua filha… Pode ele “tomar emprestado” o dinheiro que ele mandou bloquear e que se encontra à disposição da Justiça!? Claro que não! O dinheiro não é do Juiz. O dinheiro continua sendo da pessoa que está sendo processada, até que a Justiça (e não o Juiz!) determine que o dinheiro deverá ser transportado para outro patrimônio (no caso, não o patrimônio do Juiz, mas, sim, o Erário).

Então, gente é essa coisa. A gente está criando nossos filhos de uma maneira que eles não têm limites, não sabem o que é deles e o que é dos outros. E, aí, o camarada se torna Juiz e pensa que Ele é a Justiça! Ele está lá para “fazer Justiça“, justamente porque não podemos fazer justiça com as próprias mãos. Então, gente, o Juiz não é a JUSTIÇA, ele pratica a Justiça, através das leis do país.

Vamos ensinar nossos filhos corretamente, para quando eles crescerem, não pensarem que, se forem Juiz, são a própria Justiça e quando o bem está à disposição da Justiça, ele, Juiz, que é a Justiça, pode fazer uso do bem apreendido; ah! quer dizer que, se fosse “droga” apreendida, o Juiz poderia fazer uso do bem também? Bom, é… outro exemplo: se os nossos filhos forem Padre, ou Pastor, não podem pensar que são a IGREJA e, aí, todo bem que está à disposição da Igreja (o dízimo, por exemplo) é deles. Eles podem gastar o dinheiro, porque eles são a Igreja; ou se forem políticos, podem pensar que são o próprio país, que são os cofres do país e, aí, qualquer dinheiro que circula pelas contas do país, seja através de contratos da Petrobrás, de empreiteiras, construtoras e outras entidades, pode ser utilizado por eles, políticos, ou partidos políticos, pois, ele, Político, é o próprio Brasil e, portanto, é dono de tudo.

Bem, vamos parar por aqui, senão, não dá tempo de refletir… daqui a pouco nós voltamos.

Abraços em todos!

Vamos mudar o Brasil!

Jovi Barboza

Começando 2015

É início de ano! Renovam-se as esperanças (e o aprendizado). Eu, particularmente, apesar de tudo que deu errado em 2014 (Copa do Mundo, Eleições e outros eventos), tenho a comemorar a gravação do meu CD (Festa Sertaneja) e do meu DVD (Show Variedades II JoviBarboza&Friends). Além disto, ainda produzi um Livro como Professor-conteudista para a UniCesumar (“Contabilidade Tributária”). No CD, são treze músicas autorais e duas bônus (Gita, Raul Seixas; e Skyline Pigeon, Elton John). O CD foi doado inteiramente à Paróquia Nossa Senhora Aparecida de Maringá-PR (obras sociais), assim como o Show realizado no Teatro Calil Haddad, Maringá-PR, em 1 e 2 de agosto. Desta forma, não posso reclamar tanto do ano de 2014, agradecendo à minha esposa Elena Tanaka, pelo apoio, compreensão, parceria e companheirismo, pois, sem ela, não poderia, jamais, ter realizado tanta coisa neste ano que se passou. A história do DVD será contada em outro post, pois, está sendo concluído e quero anunciar a sua chegada contando a história dessa realização. Mas, desde já, agradeço a todos que contribuíram, cujos nomes serão apresentados em breve!

Abraço e feliz 2015!

Seja Bem Vindo !

Seja bem vindo!!!

Você, aqui, poderá curtir os videos realizados em parcerias com diversos Artistas e Técnicos da melhor qualidade, como os que foram realizados durante o Show Variedades II – “JoviBarboza&Friends“, que aconteceu no palco do Teatro Calil Haddad – Maringá-PR, em agosto de 2014. Evento beneficente, teve como beneficiária a Paróquia Nossa Senhora Aparecida, com o lançamento do CD “JoviBarbozaFesta Sertaneja” (ProjusRecordings e Estúdio CANTO), cuja venda foi toda destinada à Paróquia. E quem quiser adquirir o CD ou o DVD, pode se dirigir à Paróquia (Fone: 44-3267-0484) ou à Projus (44-3029-5439), pois a arrecadação ainda continua em benefício daquela Casa de Deus.